Sobre textos e pensamentos religiosos

Caros leitores e seguidores do meu blog,

Em relação aos meus pensamentos e textos religiosos, quero que saibam que não estou impondo como verdade absoluta aquilo que sinto e acredito como correto. Cada pessoa tem sua experiência e seu sentimento com Deus.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Rua X Sinagoga

Reitero o que já disse aqui no blog: não imponho como verdade absoluta aquilo que sinto e acredito como correto. Cada pessoa tem sua experiência e seu sentimento com Deus.

Eu penso assim: Jesus pregava em templos e sinagogas, certo? Vejamos:

E aconteceu num daqueles dias que, estando ele ensinando o povo no templo, e anunciando o evangelho...” Lucas 20:1 (ref. Mat 4:23; Mat 9:35)

Uma observação:

“E aconteceu, depois disto, que andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do reino de Deus...” Lucas 8:1 (quando Ele andava de cidade em cidade, e de aldeia em aldeia não significava que era na rua, se é que entendem assim!)

Quando pregava na rua era quando juntava um “povarel” ... muita gente mesmo! Não cabia aquela gente toda nos templos. Hoje tem uma igreja em cada esquina, praticamente! Abramos um diálogo:

- Por que pregar nas ruas se já tem tanta igreja? A não ser que seja em particular a alguém que você sente, pelo Espírito Santo de Deus, de se aproximar e evangelizar!

Resp. - É pra alcançar as almas que não vão pra igreja. Está escrito: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” Marcos 16:15

- “Ide por todo o mundo” não quer dizer que é na rua! Olha que coisa curiosa: quando eu não era cristã às vezes eu passava por uma estação de ônibus e via um rapaz com uma bíblia aberta e gritando passagens da bíblia e pregando. Eu estranhava e o via como um desequilibrado, pois eu sabia que existiam inúmeras igrejas e que se eu quisesse ir até uma eu iria. Eu achava incômodo. Assim como eu pensei isso, outros tantos podem pensar o mesmo. Que bom testemunho ele deu? Ele passou a suavidade de Cristo? A Sua imagem e semelhança?

Resp. - Mas não é todo mundo que pensa ou pensou assim como você. Um dia aquela pessoa que o ouviu pregar pode lembrar que existe um Deus que cuida de todos e se dirigir a uma igreja. A semente foi plantada! Se não tiver quem vá até os pecadores, como vão conhecer a verdade? Para atrair os pecadores, basta armar um palco ou colocar um trio elétrico na rua e cantar uns louvores no ritmo de axé, rock, rap, hip-hop, funk, etc., e assim eles não vão estranhar, nem achar que estamos sendo inconvenientes ou que somos desequilibrados.

- Penso assim: o que pode ocorrer é a pessoa ir a Cristo pela emoção momentânea e não permanecer. E que distinção haverá entre os que servem a Deus e os que não servem se ocorre essa mistura entre o sagrado e o profano, entre as práticas que são do povo de Deus e as que são do mundo?

E a meu povo ensinarão a distinguir entre o santo e o profano, e o farão discernir entre o impuro e o puro.” (Ezequiel 44:23)

Ser imagem e semelhança de Deus é ser diferente do que é comum ao mundo.

Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver.” (1 Pedro 1:15)

“Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.” (Tiago 1:17)

Assim disse o próprio Jesus: Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma. Como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou. (João 5:30). Quem não sabe que a vontade de Jesus Cristo é chamar a todos? Observou a humildade dEle?

Quando Deus chama as almas no tempo oportuno, conduzindo-as a uma igreja para que ouçam e conheçam a Sua Palavra, é mais fácil permanecerem. Sabe-se que isso não é garantia de que permanecerão. Deus garante a vida eterna, pois Ele é fiel, porém o cristão precisa perseverar no caminho da verdade. Se houver um coração sincero e fiel, permanecerá até o fim. A escolha é do cristão: seguir adiante porfiando pela vida eterna com glória no céu, ou voltar atrás. “Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão.” Lucas 13:24

Resp. - Se sendo chamado por Deus também não é garantia de que permanecerão, então faz o mesmo efeito pregar na igreja ou na rua. O que não pode é ficar de braços cruzados, vendo tanta gente necessitada do evangelho de Jesus. Temos que arregaçar as mangas e desenvolver a obra de Deus.

- Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto;” (I Pedro 5:2).

Para os não cristãos existem além das igrejas, as reuniões de evangelização que são exclusivamente para eles e que acontecem nas casas de irmãos. Basta marcar o dia e a hora e levar as almas que anelam ouvir e aprender sobre o evangelho.

“...Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos. (Zacarias 4:6)

O cristão precisa tomar cuidado com a solicitude e não deve ficar se expondo, lançando a Palavra santa e pura de Deus pelo ar, sobretudo para muitos que se escandalizam com um movimento como esse. Está escrito:

Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem...” (Mateus 7:6)

Atente para o que diz este verso:

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.” (Mateus 7:7-8).

Quando a alma sente sede da Palavra ela busca! É como um ímã a atração que o poder da Palavra de Deus exerce sobre a alma sedenta. Eu mesma senti isso! Eu só não sabia onde nem como encontrar, já que havia passado por igrejas que não viviam o evangelho da graça de Deus, e não saciava minha alma! Mas a misericórdia de Deus me alcançou e Ele mandou alguém até mim, na minha casa! Chegou o meu tempo, a hora do meu encontro com Deus.

Por que o coerente é aguardar o chamado divido?

“E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. Porque é Deus quem nos escolhe e não nós a Ele. (Mateus 7:14)

Deus sempre está no controle de tudo!

Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” (2 Pedro 1:21)

Quem somos nós pra meter a mão no que Ele determina? Como saberemos qual é a vontade de Deus se vivermos dando vazão às nossas próprias vontades. É bonito ser zeloso da obra de Deus. E estarmos prontos para cumprir o querer de Deus é maravilhoso! Só que tem uma coisa... nós planejamos certas coisas, mas é Deus quem dá a última palavra. E também não adianta ‘colocar o carro na frente dos bois’, porque tudo acontece no seu tempo. O próprio Deus se encarrega de colocar quem quer que seja no lugar certo, na hora certa. Isso é também exercitar a sabedoria: esperar e deixar que as coisas aconteçam no tempo de Deus.

Certo é que há um só Deus, que é Senhor de todos, porém nem todos O aceitam como seu Senhor verdadeiramente, pois não obedecem à Sua lei tal como ela é.

Confia no SENHOR de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.” Provérbios 3:5.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Amigos...

Diferença entre ímpio e pecador


Pecador é aquele que ainda não fez concerto com Deus, que não recebeu o Espírito Santo, e não foi ainda lavado nas águas do santo batismo conforme a Palavra de Deus nos diz como deve ser. Ímpio é aquele que recebeu o chamado e fez concerto com Deus, recebendo o Espírito Santo após imersão nas águas do santo batismo, porém não permaneceu na graça e voltou para o pecado.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Apenas um toque no seu coração


Alguém1: -Ooooi! Feliz natal!
Alguém2: -Ooi! Feliz natal por que? Nem é meu aniversário!
Alguém1: -(riso amarelo) eu não disse feliz aniversário!
Alguém2: -Natal diz respeito ao nascimento=data natalícia, e você está me dizendo ‘feliz nascimento’!
Alguém1: -Natal é a data de nascimento de Jesus!
Alguém2: -Quem disse?

Alguém1: -Sei lá! Cresci ouvindo isso! Só sei que todo ano, no dia 25 de dezembro as pessoas arrumam e enfeitam suas casas com motivos natalinos, falam umas às outras ‘Feliz Natal’ e se desejam coisas boas, e ficam mais sensíveis e choram de emoção, fazem amigo secreto, trocam presentes, se reúnem com a família e amigos, preparam ceia, se fartam e bebem, e tal...
Alguém2: -Oxe! Mas você não disse que é aniversário de Jesus? Então por que que as pessoas dizem feliz natal umas às outras? Nasce Jesus e você deseja feliz nascimento pros outros? E os presentes não eram pra ser de Jesus? Por que presenteiam-se uns aos outros? E desejar coisas boas aos outros? Não se faz isso todo dia? Ou é só no natal?
Alguém1: -É... mas me diz aí... de que planeta você veio? Todo mundo entra no clima do natal. Ninguém fica fazendo tanta pergunta assim!
Alguém2: -Eu vim do planeta ‘Pensar’! Lá a gente costuma procurar sentido em certas coisas que acontecem à nossa volta. Até hoje ninguém me convenceu de que faz sentido marcar uma data fictícia como aniversário de Jesus, preparar quitutes, enfeitar as casas e ruas, desejar o bem a todos naquele dia, fazer cara de paisagem pra todos, jogar conversa fora, encher a cara (não agravando a todos) e viver uma fantasia, acreditando que está envolvido com o ‘espírito do natal’. É o fomento do comércio, o desperdício de energia, é a tradição da ilusão. O enfoque principal fica perdido com tanta distração. O aniversariante fica de fora de tudo isso porque o que interessa a Ele é a reverência, a santidade, o amor não fingido, a sinceridade, a paz, a devoção, a vigilância, a pureza, a alma. E maior prazer tem em Sua morte do que no Seu nascimento, pois foi pela Sua morte que nos trouxe vida!

***


Com isso tudo, quero dizer que tem pessoas que não sabem e nem se interessam em saber o que comemoram, de um modo geral. Dizem: é o nascimento de Jesus! E pronto. A vida também consiste de significados! Sei que ninguém sabe tudo, mas o mínimo se deve investigar ou pelo menos ter algum interesse em saber. Sobretudo sentir o significado que é ter Jesus no coração e considerá-lo como nosso tudo.

Entendo que as pessoas consideram natal como nascimento de Jesus e querem comemorar por Ele ser nosso Salvador. E não é pela data em si, mas por querer celebrar o Salvador da humanidade que nasceu numa determinada data e veio ao mundo para nossa redenção. Acredito sincera e honestamente que como ato de fé e gratidão pela obra consumada na cruz (para uns, para outros, só feriado e diversão). Só quis despertá-los um pouco desse ‘transe’ que chamam de espírito natalino e que fazem as pessoas divagarem em ilusões, fantasias, e julgarem ser o dia ‘D’. O momento de ser bonzinho e acreditar que tudo vai ser diferente a partir dalí, sendo que a nossa responsabilidade de sermos seres humanos melhores, conscientes, felizes, solidários, espirituais, amigos, ‘família’, paira sobre nós a todo instante. É muito fácil e cômodo separar um dia pra ser tudo de bom e desejar tudo de bom pra todos e passar o resto do ano fazendo o contrário. Abram a mente! Abram os olhos! Abram o coração para a verdade!

Enfrento o que for por Ele

Uma dica

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A preguiça de hoje




Hoje estou com mais preguiça do que a pessoa que criou a bandeira do Japão!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Solicitude

“O fato de sabermos como fazer muitas coisas, não nos autoriza a agirmos por conta própria, nas questões em que só Deus deverá ou poderá agir.”

É isso aí! Existe muita solicitude no meio do povo de Deus. É preciso ter humildade, comunhão com Deus, e saber receber as coordenadas do Pai celestial, em vez de meter mão no que só Ele tem poder pra transformar.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Virgindade de adultos

Virgindade de adultos é discutida na TV e na internet – “The virgin diaries” e movimento pró-virgindade provocam debates sobre a importância dessa decisão.

“Amanda Neuman, 21, mora em Aracajú (SE). Ela diz que se apoia na fé para lidar com a sexualidade. “O desejo sempre existe, não nego, mas você precisa alimentar o espírito para poder vencer a carne. Como se faz isso? Orando, lendo a bíblia e se evolvendo com as atividades da igreja”, explica. Amanda está de casamento marcado para 2012 com o agente fiscal Danilo Silva, 25, que também é virgem. “É muito mais difícil para o homem. Porque para a mulher ainda é bonitinho ela ser virgem, muitos pais gostam e apoiam. Já o homem tem que perder a virgindade cedo, nem que seja num prostíbulo. Ele é muito mais cobrado. Nós tentamos lutar o máximo contra o desejo. Ele existe, mas não pode nos dominar. A gente evita conversas, ambientes e pessoas que possam representar tentações”, completa Danilo.” (Eu escolhi esperar)


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/virgindade-de-adultos-e-discutida-na-tv-e-na-internet/

domingo, 11 de dezembro de 2011

Perfeição das coisas de Deus

Somos conhecedores de que Deus criou tudo com muita sabedoria, tudo tão perfeito e harmonioso!

Como exemplo, as árvores frutíferas. Cada uma, a seu tempo, dá o seu fruto específico. O coqueiro com todas aquelas raízes, a água dentro dele... muitos se perguntam como aquela água entra no coco! Dentre todas aquelas raízes, Deus determinou que uma daquelas se aprofundaria mais que as outras e buscaria o lençol freático para levar a água até o coco. Coisa perfeita, sábia, maravilhosa!

Aprendi isso há pouco, numa exortação da Palavra de Deus na igreja onde freqüento. Deus toma seus servos cooperadores e anciãos numa sabedoria pra pregar utilizando exemplos da natureza que fico admirada! É uma inteligência sobrenatural. É de uma pureza, simplicidade, e ao mesmo tempo grandeza que não dá pra expressar com palavras. Só dá pra sentir e observar, cheia de temor e reverência.

Com este exemplo Ele quis dizer à igreja que assim é o servo dEle firmado na graça. Já enraizado nas águas da Palavra. É como árvore plantada junto a ribeiros de água e por isso não tem mais sede, pois esta água o sacia, pelo fato de se encontrar rodeado pela água da vida.

sábado, 10 de dezembro de 2011

É melhor rasgar

Uma pergunta


Criança: - “Papai, é verdade que as pessoas que sofreram abuso têm paredes em seus corações que impedem que sejam felizes?”

Pai: Essas pessoas podem ser felizes em Deus. É a única forma que conheço!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Religiosidade

Em certos momentos precisamos fazer nosso exame de consciência pra saber se estamos nos enquadrando no modelo Jesus Cristo. Andei pensado sobre mim, sobre como ando me comportando... andei pensando sobre a religiosidade. Eu não entendia muito bem o que era isso! (Acho que não entendia porque não sofro disso! hehehe) Então passei a perguntar a pessoas e pesquisar sobre o assunto. Aqui estão algumas definições:

“Religiosidade é seguir doutrinas de uma determinada igreja sem o conhecimento da Palavra de Deus. As pessoas se entusiasmam com um sermão bonito, com uma igreja reverente ou outra coisa qualquer e decidem fazer parte daquele grupo e segue fielmente os ensinos sem se preocupar em examinar, à luz da Palavra de Deus, a Verdade!”

“É a contaminação da fé com a criação de pontes materiais, dogmas e rituais humanos, para assim chegarmos a Deus. O religioso não tem plena confiança no sobrenatural de Deus e nas Suas promessas, mas apenas tem fé naquilo que vê e faz.”

“Religiosidade é ir a um templo, numa determinada hora, determinada por alguém, e ali e só ali, achar que vai encontrar com Deus. É acreditar e seguir indivíduos que se nomearam representantes mais exclusivos de Deus.”

Deu pra esclarecer muito em minha opinião.

Foi então quando lembrei de ter encontrado em minha vida pessoas que me julgaram, identificando em mim um quadro de religiosidade sem isso existir! Só quem conhece minha personalidade sabe que tal julgamento é ilegítimo. Estão enganados aqueles que pensam que cumpro regras ditadas pelo homem, ou que estou amalgamada a religião esta ou aquela. Nunca tive vocação para fantoche.

Eu gosto de dizer que minha religião é Jesus Cristo. Faço, ajo e penso como o Espírito Santo me ensina (este é o meu jeito Liliana de ser). Freqüento uma igreja e estou nela porque meu chamado foi para aquela, em que a doutrina é a de Cristo. Não fosse a doutrina Dele, me esquivaria. E por ensinamento da Palavra divina, me congrego junto com os irmãos e aprendo a respeitá-los e a andar em união com eles. Aprendemos a ser amorosos como Cristo, aprendemos sobretudo a ser imagem e semelhança de Deus (puros e santos, pois ensina também a Palavra: “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver” I Pedro 1:15).

Meu foco é Deus e é pra Ele que eu olho. Não é relevante para mim considerar fofocas, intrigas, maledicência, calúnia (um mal que atinge aos que andam dispersos como as cinco virgens loucas). Sinceramente não espero grandes feitos da humanidade por essas e outras. O que vier de bom é lucro! É que sabemos que não existe perfeição nas pessoas, em templos ou religiões. Perfeito é Deus.

domingo, 4 de dezembro de 2011

A Deus toda a glória!

“(...)Como Deus gerou na cruz Sua própria justiça, Ele a injeta na alma de todo aquele que crê em Jesus e em Seu sacrifício e declara-o beneficiário da justiça, salvando-o, libertando-o da pena do pecado e tornando-o um filho adotivo e um justificado, capacitando-o para viver ao Seu lado, no céu. A isso chamamos graça; a essa libertação chamamos redenção; a esse sistema de salvamento chamamos salvação. Deus pune em Sua justiça e salva em Sua graça, determinando que a punição já caiu sobre alguém, sobre Ele mesmo, na pessoa de Seu Filho.

O Deus justo existe. E um dia trará à luz todas as obras humanas. Portanto, conforme ensina a Palavra dEle, ‘vejamos com prudência como andamos, não como néscios’, pois ‘tudo o que o homem semear isso também ceifará’.

Aproximemo-nos deste Justo Deus e em confiança clamemos por Sua imensa graça e favor, crendo que somos pecadores, não merecemos a Sua misericórdia, mas em Cristo temos acesso a ela (graça) e a Ele, cujos braços continuam abertos num bem-vindo magistral: "Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei".

A Deus toda a glória!”